noticias gospel

Rio ‘esconde’ presente dado por Mahmoud Ahmadinejad

Publicado em: 19/07/12 as 14:57 por Micael Batista

Compartilhe:

A escultura, envolta em plástico preto e fita adesiva, deve ser inaugurada ainda este mês
Uma coluna sobre uma base de mármore, envolta em plástico preto e fita adesiva, há duas semanas chama a atenção de quem passa por uma rotatória na Avenida Pedro 2º, em São Cristóvão, zona norte do Rio de Janeiro.
O monumento, que deveria ter sido inaugurado durante a Rio+20 (conferência da ONU sobre ambiente que aconteceu no mês passado), ficou apenas dois dias descoberto. Mas foi tempo suficiente para dar à rotatória um apelido: “praça dos cornos”.
Isso porque no topo da coluna há duas cabeças de grifos, animal mitológico que é metade águia, metade leão. As orelhas dos bichos parecem chifres, fazendo com que passantes as confundissem com cabeças de touro.
O monumento é uma réplica das colunas da cidade histórica de Persépolis, no Irã, e foi um presente oferecido pelo presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad.

Grifos são animais mitológicos, metade águia, metade leão
Inicialmente marcada para o sábado seguinte à conferência, dia 23 de junho, a inauguração, que reuniria Ahmadinejad e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, foi adiada antes mesmo de entrar na agenda oficial. Houve especulações de que o cancelamento ocorreu para evitar que autoridades municipais fossem fotografadas ao lado do ditador iraniano.
A prefeitura diz, no entanto, que adiou a inauguração porque o peso do monumento, de seis toneladas e três metros de altura, poderia comprometer o solo da área, que chegou a ser interditada pela Defesa Civil.
Agora, a prefeitura afirma que estão sendo feitas obras no entorno e que o local será inaugurado em 15 dias.
Deixe o seu comentário no FAla Malafaia.
Fonte: Folha
Compartilhe: