noticias gospel

Record faz investimentos milionários, mas dá ‘calote’ em atores

Publicado em: 13/07/12 as 14:59 por Micael Batista

Compartilhe:
A Rede Record vem investindo pesado em suas programações, afirma a jornalista Patrícia Kogut em seu blog no site O Globo. Só nas construções da cidade cenográfica do Egito — uma das duas que a série “José – De escravo a governador” terá, a Record gastou R$ 3,7 milhões. Os prédios, feitos por uma empresa terceirizada, ocuparão uma área de 8 mil m² na Ilha de Guaratiba.

A outra cidade cenográfica é a de Siquém. Lá cerca de 60 profissionais trabalharam por 25 dias. Mas tudo será incendiado numa sequência que irá ao ar no sexto capítulo da série.
Alexandre Avancini, diretor-geral da produção, viajará para o Egito. No Cairo (no Rio Nilo e nas pirâmides), ele gravará imagens de stock-shot (aquelas que são usadas entre as cenas). A atração, a princípio, terá 28 capítulos. A estreia está prevista para janeiro de 2013.
O outro lado da dramaturgia

Atores de “Rei Davi” reclamam por direitos de exibição, mas emissora nega reclamação
Segundo matéria do site do jornal Extra, se já não bastasse a audiência desastrosa da novela ‘Máscaras’, atores de ‘Rei Davi’ travam uma batalha com a emissora para receberem os direitos de reexibição da minissérie, referentes a compactos reprisados pelo canal.
“É uma vergonha. Eles mandam vários e-mails falando que vão pagar e depois somem”, desabafa uma atriz, que prefere não se identificar.
Procurada pela reportagem, a Record alega que “todos os direitos relativos a ‘Rei Davi’ seguem o cronograma normal e, inclusive, a emissora não recebeu nenhuma reclamação”.
Deixe o seu comentário no fala malafaia
Fonte: O Globo e Extra
Compartilhe: