Presidente Dilma intercede e fuzilamento de brasileiro na Indonésia é adiado


Publicado em: 06/07/12 às 15:10 por Micael Batista


Compartilhe:

O embaixador brasileiro em Jacarta, Paulo Soares, descartou, por ora, a execução de Marco Archer Cardoso Moreira, 50, condenado à morte na Indonésia por tráfico internacional de drogas. A resposta ocorre após intervenção da presidente Dilma Rousseff, do chanceler Antonio Patriota e do embaixador Soares.
Segundo o Itamaraty, as “tratativas ocorrem em alto nível” – diretamente com o presidente indonésio Susilo Bambang Yudhoyono.

Na semana passada, Soares se reuniu com representantes do Secretaria de Estado da Indonésia, órgão ligado à Presidência. Ouviu, segundo ele, que não há nenhuma definição ainda sobre o fuzilamento do brasileiro Marco Archer.
O embaixador disse ter sido informado que o presidente Yudhoyono não respondeu ao segundo pedido de clemência feito em favor do brasileiro. Archer só poderia ser executado se houvesse uma negativa ao pedido.
“Foi um alívio”, disse o embaixador, que viajou na terça-feira retrasada para Cilacap, a oito horas de trem de Jacarta, para visitar o brasileiro e “tranquilizá-lo”. Até então, o próprio Itamaraty acreditava que o segundo pedido de clemência havia sido rejeitado pelo presidente indonésio.
A tensão foi deflagrada a partir de semana passada, quando um procurador declarou ao The Jakarta Post que Archer seria executado nas próximas semanas, ao lado de dois estrangeiros também condenados à morte. A fala do procurador sinalizava que o presidente indonésio decidira não perdoar Archer. Daí a preocupação brasileira no caso.
A Folha tentou, nas últimas duas semanas, falar com esse procurador, sem êxito.
Não está clara a influência de Dilma e Patriota sobre Susilo Bambang Yudhoyono. O Itamaraty não quer dar detalhes. A avaliação é que evitar a execução de Archer já é uma vitória; libertá-lo é improvável em razão da gravidade do crime que cometeu na Indonésia.

O brasileiro entrou com 13,4 kg de cocaína no país
Resumo do caso
O brasileiro entrou com 13,4 kg de cocaína no país, quantidade expressiva de droga que figura entre os recordes de apreensões.
Nascido no Rio de Janeiro e instrutor de asa-delta, Archer diz que a venda da droga serviria para pagar uma dívida contraída com um hospital em Cingapura.
Em 1997, ele caiu de um parapente em Bali e teve que ser transferido para o país vizinho. Não conseguiu pagar todo o tratamento e era constantemente cobrado.
Qual é a sua opinião sobre o assunto? Deixe o seu comentário
Fonte: Folha
Compartilhe:



Mais artigos

Saiba como foi o reencontro das “rainhas” da música gospel

Apesar de muitos anos de carreira elas conseguem se manter em evidência dentro do cenário gospel brasileiro


Filha de PG emociona platéia durante show em São Paulo

Ela cantou a música Amazing Grace e o publico foi às lágrimas


Bruna Karla “tapa buraco” de Aline Barros na MK com projeto infantil, e fãs desaprovam

A notícia divulgada com muita euforia pela cantora, infelizmente não agradou a todos os seus seguidores


Após revelar de quem seria seu voto, Cassiane Valadão é impedida de votar

Cassiane disse que votaria em Bolsonaro, mas está impedida de votar pelos motivos que foram expostos


Gabriela Rocha fica “de novo” fora do evento de Fernanda Brum e reforça climão entre cantora gospel

A cantora gospel Gabriela Rocha já foi substituída por Priscila Alcantara em um evento realizado pela pastora Fernanda Brum


Verônica Sacer tenta “De novo” se destacar na música gospel

A cantora já fez parte do cast de cantores gospel da Som Livre, agora está de volta a gravadora


Humorista gospel que é sucesso na internet e no rádio, vira atração em programa de TV

No próximo sábado 22, ele vai participar do Jogo do Banquinho do Programa Raul Gil


De volta a fama? Thalles Roberto grava programa de televisão

O programa da Eliana é exibido todos os domingos às 15:00,  porém a participação de Thalles, só irá ao ar no dia 30 desse mês


De cantora gospel a integrante da Fazenda: Como Perlla entrou no reality da Record?

Perlla é bem conhecida dos evangélico por conta de sua recente passagem pela música gospel


Quase gospel? Entenda porque Simone vive um evangelho “Nutella”

Simone vive cercada por cantores gospel e até frequenta igrejas, mas ainda segue na carreira secular