Pastora Mary Kassian afirma em sermão que “Deus não chamou as mulheres para serem feministas, e sim para serem femininas”


Publicado em: 01/07/12 às 13:46 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:43


Compartilhe:
Pastora Mary Kassian afirma em sermão que “Deus não chamou as mulheres para serem feministas, e sim para serem femininas”

Durante a Convenção Batista do Sul em Nova Orleans, a escritora e professora do Southern Baptist Theological Seminary, Mary Kassian, pregou um sermão no qual afirmou que Deus não chamou as mulheres para serem feministas, e sim para serem femininas. Intitulado “A Pessoa Oculta no Coração”, seu serão foi baseado em 1Pedro 3:1, e visto por cerca de 1.800 esposas de pastores.

Admitindo que o texto central de sua pregação, onde as esposas são instruídas a se sujeitarem aos seus maridos, não é seu versículo favorito na Bíblia, a pastora diz que quando estava na casa dos 20 anos, ler aquele texto era para ela como “enfiar a cara em um balde de vermes”.
De acordo com o Baptist Press, em tradução feita pelo blogueiro Wesley Moreira, Kassian afirmou que os anos que passou ao lado de seu esposo, que é Capelão de uma Liga de Futebol Canadense, moldou seu entendimento sobre o texto bíblico, fazendo-a entender o que Pedro disse. Ela compartilhou ainda três formas de como as esposas podem usar sua feminilidade para auxiliar seus maridos em seus ministérios, ao invés de dificultar seu trabalho ministerial.
– A maneira mais eficaz para ajudar seu marido a estar no caminho certo é trabalhar duro para que você esteja no caminho certo antes dele. O inimigo do charme da mulher é a língua – proferiu em se primeiro conselho, afirmando ainda que a mulher deve ser cativante e que uma palavra de uma mulher pode levar o homem à ruína.
– Abraçar a sua feminilidade não se trata de se encaixar em um molde “piriguete”. É sobre ser a mulher que Deus te criou para ser. Uma mulher bonita, que glorifica a Deus – afirmou, explicando que a mulher dever ser feminina para seu esposo.
Em seu terceiro conselho, Kassian exortou as mulheres a serem contra intuitivas e abraçarem o seu ‘poder de ser mulher’. Ela afirmou ainda que as discursões sociais sobre o casamento e a sexualidade estão ameaçando o verdadeiro significado de ser homem e mulher.
– Seu marido precisa de você como mulher, como esposa. Não como mãe dele ou sua líder. Quando você é a mulher que Deus te chamou para ser, seu esposo será o homem que Deus o chamou para ser – enfatizou.
A professora concluiu seu sermão afirmando que tais traços femininos são muito preciosos aos olhos de Deus e que o caminho do Senhor pode parecer contra intuitivo e um contrassenso em relação ao feminismo do mundo. – Mas é o caminho que vai trazer mais satisfação à vida, ao casamento e ao ministério – concluiu.
Fonte: Gospel+
Compartilhe:



Mais artigos

“Não tenho realmente mais nada a perder”, diz Ludmila Ferber em post do Instagram

A pastora Ludmila Ferber luta contra um câncer no pulmão diagnosticado em março deste ano


André Valadão toma decisão e fala o que pensa sobre Damares Alves

Por dizer que teve uma visão de Jesus em um pé de goiaba, e que Ele a convenceu a não cometer o suicídio, ela passou a ser ironizada nas redes sociais


Polêmica envolvendo Magno Malta e Cabo Daciolo divide mundo gospel

Magno Malta apoiou Bolsonaro para presidente ao invés de Daciolo, assim como a maioria dos evangélicos


O plano “B” de Malafaia sobre Bolsonaro

O líder religioso é um dos principais "Espiritual Influencer" do Brasil e já apoiou alguns candidatos que depois lhe causaram decepção


Pastora lésbica faz declaração na TV e constrange evangélicos

A pastora se utilizou de um argumento já ultrapassado da comunidade LGBT de que a orientação sexual homossexual seria algo de nascença


Cantor secular doa piano de R$ 60 mil para igreja evangélica e revolta fãs

A doação gerou polêmica pois o artista está devendo a pensão alimentícia do filho Matheus, de 6 anos


Haddad perde mais uma e é condenado a pagar 80 mil por ofensas a Edir Macedo

Além da condenação, Haddad também terá que se retratar, sob pena de multa de R$ 1.000 por dia de atraso


Tragédia: Sofrendo com depressão há dois anos, pastor evangélico tira a própria vida

Ultimamente casos de suicídios entre pastores estão aumentando e preocupando a liderança evangélica no Brasil


Fernanda Brum vai responder na justiça por não comparecer a evento gospel. Saiba qual

A organização do Clama Bahia informou por meio de nota, que irá entrar na justiça contra a cantora


Após denuncias de abuso sexual MP de Goiás pede prisão do médium João de Deus

A medida foi requerida após o MP receber mais de 200 denúncias das supostas vítimas do líder religioso