Pastor Renato Vargens afirma que “o UFC não é coisa do capeta” e defende liberdade de escolha sobre assistir lutas. Leia na íntegra


Publicado em: 09/07/12 às 19:06 por Micael Batista


Compartilhe:
Pastor Renato Vargens afirma que “o UFC não é coisa do capeta” e defende liberdade de escolha sobre assistir lutas. Leia na íntegra

O MMA é um esporte que mescla diversas artes marciais e os atletas que participam de competições dessa modalidade, precisam conhecer várias técnicas de luta dessas modalidades. O esporte, se popularizou por todo o mundo e não foi diferente no Brasil.

No Brasil, o UFC (Ultimate Fighting Championship) é a competição responsável pela popularização do MMA, e a rápida expansão em audiência e praticantes da modalidade, despertou uma polêmica entre líderes evangélicos, alguns favoráveis à prática, outros contrários.
O pastor Renato Vargens publicou artigo defendendo a liberdade de escolha dos fiéis para assistirem ou não as lutas do esporte: “O ‘Ultimate Fight Championship’ não é coisa do capeta”, afirmou.
Vargens escreveu em seu artigo que “infelizmente […] boa parte dos pastores não conseguem lidar muito bem com o equilíbrio e liberdade que Cristo nos outorgou”, e por isso, impõem restrições a seus membros: “Diferentemente dos que se consideram donos do rebanho, acredito que proibir não é o melhor caminho no processo de edificação e consolidação na vida espiritual do povo de Deus”, pontuou o pastor.
O texto afirma ainda que certas decisões são pessoais, e as imposições de pastores não são corretas: “Acredito piamente que o pastor não pode impor sanções, ou ‘castigos’ disciplinares àqueles que por um motivo ou outro resolveram contrariar sua vontade assistindo um combate de UFC. Além disso, afirmo que assistir ou não o UFC encontra-se na esfera da pessoalidade e não doutrinária, o que permite com que o individuo decida segundo a sua consciência se deve ou não assistir as lutas em questão”.
Confira abaixo a íntegra do artigo “O pastor me proibiu de assistir UFC”, do pastor Renato Vargens:
Outro dia eu escrevi um texto que despertou a ira de muita gente. Em virtude disso, alguns dos que me leram ficaram alvoroçadíssimos, isto porque, eu ousei falar sobre UFC, que na perspectiva destes é um esporte absolutamente maligno. ( leia a matéria aqui)
Pois é, confesso que o mais me assustou foram alguns dos comentários postados no BLOG e no FACEBOOK. Lamentavelmente teve gente cuspindo maribondo, me xingando de todos os nomes possíveis, simplesmente pelo fato de eu ter afirmado que o “Ultimate Fight Championship” não é coisa do capeta.
Há pouco soube de um pastor que proibiu os membros de sua igreja de assistirem as lutas, visto acreditarem que esse esporte não agrada a Deus. Nesta perspectiva não serão poucos aqueles que não poderão assistir o combate entre Anderson Silva e Chael Sonnen.
Caro leitor, infelizmente sou obrigado a concordar que boa parte dos pastores não conseguem lidar muito bem com o equilíbrio e liberdade que Cristo nos outorgou. Diferentemente dos que se consideram donos do rebanho, acredito que proibir não é o melhor caminho no processo de edificação e consolidação na vida espiritual do povo de Deus.  Junta-se a isso o fato de que acredito piamente que o pastor NÃO pode IMPOR sanções, ou “castigos” disciplinares àqueles que por um motivo ou outro resolveram contrariar sua vontade assistindo um combate de UFC. Além disso, afirmo que assistir ou não o UFC encontra-se na esfera da pessoalidade e não doutrinária, o que permite com que o individuo decida segundo a sua consciência se deve ou não assistir as lutas em questão.
Eu particularmente assisti uma luta somente deste esporte, na verdade, eu prefiro muito mais uma partida de futebol a UFC. No entanto, isto não me dá o direito de satanizar os combates ou mesmo de proibir os membros de minha igreja de assisti-los.
Isto, posto, concluo dizendo: Não quer ver, não veja, contudo não condene quem vê, nem tampouco espiritualize o que não deve ser espiritualizado.
Pense nisso!
Renato Vargens
Fonte: Gospel+
Compartilhe:



Mais artigos

Candidato a federal, pastor Erivan Maia se consolida nas pesquisas em PE

Na caminhada realizada no último domingo 23, o pastor pode constatar o quanto é querido


Cantora gospel Marcela Taís posta foto machucada após recuperação de acidente

Uma das vítimas que estava no carro com a cantora Marcela Taís, passará por mais uma cirurgia


Cantora gospel Sarah Farias faz “desabafo político” em postagem no Instagram

Sarah acrescentou que em tempos passados, só se falava de futebol e novela


Adeus câncer: Pastora famosa grava vídeo e revela ter sido curada

Em sua publicação ela se mostra bastante revigorada, forte, e cheia de ânimo por ter vencido essa causa


Desculpa as igrejas Assembleia de Deus do Paraná

Reiteramos os nossos votos de sinceras desculpas a toda a CIEADEP e a cada membro da Assembléia de Deus daquele estado pelo nosso equívoco.


Padrinhos de casamento de Gabriela Rocha não estão sabendo lidar com os convites

A data do casamento ainda não foi revelada até o momento, mas segundo algumas informações obtidas pelo O Fuxico Gospel a cantora se casará no próximo sábado dia 29 de Setembro.


Solange Almeida, ex-aviões, abraça música gospel e grava sucesso de Aline Barros

Solange Almeida além de compôr a lista de artistas seculares que cantaram gospel


Convenção da Assembléia de Deus persegue e derruba canal que denunciou “falcatruas”

O Youtuber ainda denuncia a convenção de ter pago uma nota por aquele trabalho, ou seja, pagou um bom dinheiro para a empresa derrubar o seu canal


Robinson Monteiro surpreende telespectadores em programa de TV polêmico

Robinson ficou a vontade e falou coisas da sua vida que muitos pessoas não sabiam


Pastor Marco Feliciano denuncia cantores gospel e faz desabafo polêmico

Marco Feliciano criticou tal atitude e disse que essas pessoas se acham acima da média