Pastor Renato Vargens afirma que “o UFC não é coisa do capeta” e defende liberdade de escolha sobre assistir lutas. Leia na íntegra


Publicado em: 09/07/12 às 19:06 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:43


Pastor Renato Vargens afirma que “o UFC não é coisa do capeta” e defende liberdade de escolha sobre assistir lutas. Leia na íntegra

O MMA é um esporte que mescla diversas artes marciais e os atletas que participam de competições dessa modalidade, precisam conhecer várias técnicas de luta dessas modalidades. O esporte, se popularizou por todo o mundo e não foi diferente no Brasil.

No Brasil, o UFC (Ultimate Fighting Championship) é a competição responsável pela popularização do MMA, e a rápida expansão em audiência e praticantes da modalidade, despertou uma polêmica entre líderes evangélicos, alguns favoráveis à prática, outros contrários.
O pastor Renato Vargens publicou artigo defendendo a liberdade de escolha dos fiéis para assistirem ou não as lutas do esporte: “O ‘Ultimate Fight Championship’ não é coisa do capeta”, afirmou.
Vargens escreveu em seu artigo que “infelizmente […] boa parte dos pastores não conseguem lidar muito bem com o equilíbrio e liberdade que Cristo nos outorgou”, e por isso, impõem restrições a seus membros: “Diferentemente dos que se consideram donos do rebanho, acredito que proibir não é o melhor caminho no processo de edificação e consolidação na vida espiritual do povo de Deus”, pontuou o pastor.
O texto afirma ainda que certas decisões são pessoais, e as imposições de pastores não são corretas: “Acredito piamente que o pastor não pode impor sanções, ou ‘castigos’ disciplinares àqueles que por um motivo ou outro resolveram contrariar sua vontade assistindo um combate de UFC. Além disso, afirmo que assistir ou não o UFC encontra-se na esfera da pessoalidade e não doutrinária, o que permite com que o individuo decida segundo a sua consciência se deve ou não assistir as lutas em questão”.
Confira abaixo a íntegra do artigo “O pastor me proibiu de assistir UFC”, do pastor Renato Vargens:
Outro dia eu escrevi um texto que despertou a ira de muita gente. Em virtude disso, alguns dos que me leram ficaram alvoroçadíssimos, isto porque, eu ousei falar sobre UFC, que na perspectiva destes é um esporte absolutamente maligno. ( leia a matéria aqui)
Pois é, confesso que o mais me assustou foram alguns dos comentários postados no BLOG e no FACEBOOK. Lamentavelmente teve gente cuspindo maribondo, me xingando de todos os nomes possíveis, simplesmente pelo fato de eu ter afirmado que o “Ultimate Fight Championship” não é coisa do capeta.
Há pouco soube de um pastor que proibiu os membros de sua igreja de assistirem as lutas, visto acreditarem que esse esporte não agrada a Deus. Nesta perspectiva não serão poucos aqueles que não poderão assistir o combate entre Anderson Silva e Chael Sonnen.
Caro leitor, infelizmente sou obrigado a concordar que boa parte dos pastores não conseguem lidar muito bem com o equilíbrio e liberdade que Cristo nos outorgou. Diferentemente dos que se consideram donos do rebanho, acredito que proibir não é o melhor caminho no processo de edificação e consolidação na vida espiritual do povo de Deus.  Junta-se a isso o fato de que acredito piamente que o pastor NÃO pode IMPOR sanções, ou “castigos” disciplinares àqueles que por um motivo ou outro resolveram contrariar sua vontade assistindo um combate de UFC. Além disso, afirmo que assistir ou não o UFC encontra-se na esfera da pessoalidade e não doutrinária, o que permite com que o individuo decida segundo a sua consciência se deve ou não assistir as lutas em questão.
Eu particularmente assisti uma luta somente deste esporte, na verdade, eu prefiro muito mais uma partida de futebol a UFC. No entanto, isto não me dá o direito de satanizar os combates ou mesmo de proibir os membros de minha igreja de assisti-los.
Isto, posto, concluo dizendo: Não quer ver, não veja, contudo não condene quem vê, nem tampouco espiritualize o que não deve ser espiritualizado.
Pense nisso!
Renato Vargens
Fonte: Gospel+


Aniversariante do mês
Caio Fábio

Escritor

63 anos


publicidade

Mais artigos

Homem é atingido por bala perdida dentro de igreja e fiéis se desesperam

O incidente aconteceu no momento do culto, surpreendendo as pessoas que cultuavam


Alisson Santos desabafa e manda indireta para quem criticou o fim da dupla com Neide

O cantor acabou a dupla para seguir carreira solo no final do ano passado, e foi alvo de muitas críticas


Pastor da Assembleia de Deus é preso em flagrante após marcar encontro com menor

A Polícia foi avisada com antecedência e seguiu o indivíduo até o local do encontro marcado com a garota, prendendo o pastor em flagrante


Filha de pastor grava áudio desesperada: passamos fome

O áudio que denuncia o pastor Valdomiro Pereira foi gravado pela filha do pastor Fernando, e está circulando em grupos de WhatsApp


“Profecia” de Marco Feliciano se cumpre e pastor comemora

Feliciano foi um dos deputados que votou para que o processo de denúncia contra Temer fosse arquivado enquanto ele estivesse no poder


37 fatos que talvez você não saiba sobre Priscilla Alcantara

A cantora gospel já conheceu o Chaves [Roberto Bolanos]


Cassiane, Elaine Martins e Eli Soares, são processados em R$500 mil reais

Até o missionário RR Soares foi citado no mesmo processo


Pastor e cantor gospel Kleber Lucas proíbe entrada de grupo de pessoas em sua Igreja

Kleber Lucas é cantor, compositor, pastor e fundador da Igreja Batista Soul


Samuel Mariano esclarece vídeo polêmico em que aparece fazendo cobrança

Samuel disse que o vídeo é antigo, e que tudo não passou de uma brincadeira que fez com o empresário


Ex-integrante do grupo Voz da Verdade é consagrada a pastora pelo pai

Durante 15 anos Lydia fez parte do grupo, somente em 2005, gravou seu primeiro álbum solo, "Protegida"