“Novo kit-gay” já está sendo distribuído nas escolas brasileiras e com aval do governo, denuncia pedagogo. Bancada evangélica pede explicações


Publicado em: 05/07/12 às 13:29 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:43


Compartilhe:

O kit-gay, material lançado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) durante o mandato de Fernando Haddad, foi vedado pela presidente Dilma Rousseff após pressão da bancada evangélica, porém, segundo o pedagogo e diretor de uma escola em São Paulo, Felipe Nery, um material similar estaria sendo distribuído entre alunos da rede pública e privada, com aval do MEC.

Nery foi ouvido na última terça-feira, 04/07, pela Frente Parlamentar Evangélica durante uma reunião sobre o assunto. O pedagogo afirmou que os livros trazem figuras com apologia à homossexualidade, bissexualidade e transexualidade.
O pedagogo é membro do Instituto de Ensino Superior de São Paulo, e apresentou três livros que fazem parte do suposto novo kit-gay que o MEC estaria distribuindo nas escolhas públicas. De acordo com informações de Sandro Guidalli, do blog Fé em Jesus, os títulos são “Porta Aberta”, voltado para alunos de seis anos, da autora Mirna Lima e editado pela FTD; “Aprendendo a Viver, Sexualidade”, voltado para alunos de 10 e 11 anos, das autoras Patricia Mata e Lydia R. e editados pela Ciranda Cultural; e “Menino brinca de boneca?”, para todas as idades, de Marcos Ribeiro e editado pela editora Moderna.
Felipe Nery relata que os livros fazem apologia explícita à homossexualidade: “Nos livros podemos ver que são apresentadas figuras, dentre as quais há uma família dita normal mas onde também colocam dois homens e uma criança, duas mulheres e uma criança, criança sem o pai, os avós cuidando, filhos adotivos, etc. Isso não deveria nem constar nos livros para crianças de seis anos de idade que estão trabalhando a história desta forma. O ‘kit-gay’, de uma outra maneira, entrou nas escolas brasileiras”, afirmou.
O primeiro livro traz um “jogo da memória” com figuras que representem casais homossexuais com filhos, enquanto que no segundo, são apresentadas imagens com instruções para usar preservativos. O livro “Menino brinca de boneca?” traz no prefácio um texto da senadora Marta Suplicy (PT-S), defensora do PL 122.
Essa distribuição acontece nos casos de escolas que não possuem um projeto pedagógico completo, segundo Nery: “O colégio tem a opção de ter o seu próprio trabalho ou adotar o que o governo apresenta e o que ele apresenta são materiais como esse. Esses que apresentei aqui não são escritos pelo governo mas qualquer material que tem o símbolo do MEC vem com esta ideologia, não há diferença nenhuma nas editoras, há apenas um viés ideológico favorável ao homossexualismo, bissexualismo e transsexualismo”.
O pedagogo alerta que os pais devem acompanhar o material que é usado na educação de seus filhos: “O problema é que nós, pais, muitas vezes não vemos isso aqui. O diretor de colégio não vê isso aqui, ele confia no professor. Para o diretor é muito difícil ver todos os livros porque são pilhas e pilhas no final do ano para analisar. O professor é que vai ver o material. Muitas vezes o colégio ganha os livros que vão para a biblioteca e quem vai ver será o aluno. São centenas de editoras que trazem o mesmo tipo de material que é a ideologia implementada pelos ativistas homossexuais”, observou.
Os parlamentares da bancada evangélica farão uma comissão para analisar a denúncia do pedagogo e os livros apresentados por ele durante a reunião. O deputado federal Filipe Pereira (PSC-RJ) afirmou que deverão ser cobradas explicações do atual ministro da educação, Aloízio Mercadante (PT-SP): “Como ação política, antes mesmo de qualquer outra de natureza jurídica, defendo ir ao ministro e cobrar dele as explicações devidas”, pontuou.
Fonte: Gospel+
Compartilhe:



Mais artigos

Apóstolo brasileiro promove natal solidário no Haiti para crianças carentes

Através das redes sociais Valdir Reis divulgou a alegria das crianças, e prestou contas sobre o que foi arrecadado


Quem é a cantora gospel que se consultou com o médium “João de Deus”

Muitas pessoas passaram pela casa Dom Inácio de Loyola, no interior de Goiás, onde o médium realizava "procedimentos de cura"


Urgente: Morre irmão de Delino Marçal e cantor gospel toma decisão inesperada

O cantor usou as redes sociais para informar aos amigos e fãs que estava de luto


Cantora gospel tenta suicídio após vazamento de fotos íntimas na internet

Um boletim de Ocorrência foi registrado no local e o caso segue sobre investigação


“Soul não é igreja, e eu não sou Cristão”, declara Kleber Lucas em desabafo na internet

A declaração foi a mais polêmica do cantor desde que se tornou alvo da crítica dos evangélicos


A frase de Abílio Santana que calou Sargento Isidório durante diplomação

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) diplomou na tarde dessa segunda-feira (17), 137 políticos baianos eleitos em outubro passado


Priscilla Alcantara abre mão de affair e toma decisão inesperada

A decisão de Priscilla vai marcar uma nova era e um nova história em sua carreira e em seu ministério


Depois de gravar música gospel, Simone demite funcionários e toma decisão

Simone se diz evangélica, mas por alguma razão, algum pastor concordou com o fato dela continuar com sua carreira na música secular.


Emocionada Neide Martins se despede dos fãs, “Quem tem chamada não pode parar”

A cantora gospel Neide Martins usou a seu Instagram para agradecer aos pastores e líderes das igrejas em que cantou quando fazia dupla com Alisson


Cindy Trimm estará no Congresso Fogo de Avivamento para o Brasil 2019

A 11º edição do Congresso Fogo de Avivamento para o Brasil no mês de março do próximo ano