Ex-Testemunha de Jeová cria associação para apoiar vítimas de preconceito religioso


Publicado em: 02/07/12 às 13:47 por Micael Batista


Compartilhe:
Ex-Testemunha de Jeová cria associação para apoiar vítimas de preconceito religioso

O ex-membro das Testemunhas de Jeová, Sebastião Ramos, fundou uma instituição com o objetivo de amparar as vítimas de preconceito religioso e defender a laicidade do estado. Ramos é servidor da Universidade Federal do Ceará e afirma ter criado a ABRAVIPRE (Associação Brasileira de Apoio a Vítimas de Preconceito Religioso) por causa de sua luta contra a discriminação praticada pelas Testemunhas de Jeová.

Um documento divulgado pela assessoria da associação conta que “Sebastião Ramos tem denunciado a associação religiosa Testemunhas de Jeová, após a sua excomunhão (desassociação)”. Após se desvincular da entidade religiosa Ramos foi submetido à dura pena de passar a ser humilhado, ignorado, renegado e execrado, não apenas pelos que outrora eram seus companheiros de credo, mas também, pelos seus próprios familiares membros das Testemunhas de Jeová.
O comunicado da associação destaca ainda: “Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; esse direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância, isolada ou coletivamente, em público ou em particular, protegidos pelo artigo XVIII da Declaração Universal dos Direitos Humanos”.
Apesar de ter nascido de sua luta contra a associação das testemunhas de Jeová a entidade ressalta que seu objetivo não é combater apenas essa instituição em particular, mas também abusos de outras organizações religiosas. O texto destaca as contribuições financeiras dos fiéis a igrejas afirmando: “Pessoas em precária condição financeira, desvalidas emocionalmente, sendo incentivadas a se desfazer de seus já parcos recursos em favor de igrejas que todo tipo de bem-aventurança prometem em troca de dinheiro ou bens, enquanto se locupletam, amealhando fortunas à custa da credulidade pública”.
A ABRAVIPRE ganhou Certidão de Personalidade Jurídica no dia 13 de Junho, e destaca que apesar de ainda não ter obtido nenhum vitória jurídica definitiva já galgaram grandes passos em sua causa, citando como exemplo uma denúncia do Ministério Público Estadual contra anciãos das Testemunhas de Jeová, por crime de racismo, tipificado na forma da lei 7.716, denúncia acatada pelo juiz.
Através de sua página no Facebook, a associação afirma já estar em busca de apoio e envolvimento de pessoas dispostas a combater o preconceito religioso.
Fonte: Gospel+
Compartilhe:



Mais artigos

Alexandre Aposan lidera time de jurados do “Gerando Talentos 2018”

Do Samba ao Rock, o músico provou ter uma versatilidade incrível, tocando  com artistas dos mais variados estilos


Após depressão profunda, cantora gospel “zera” Instagram e anuncia novidade

A cantora é um dos grandes nomes da música gospel da igreja Adventista


Após prisão, o que pensam fiéis e esposa do pastor acusado de matar filho e enteado

George Alves era cabeleireiro antes de fundar a própria igreja


Suposto vídeo íntimo de pastor da Assembleia de Deus do Maranhão circula na internet

Ele faz parte da Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Maranhão (CEADEMA)


Greve dos caminhoneiros obriga pastor Silas Malafaia a cancelar culto

O pastor informou em seu Instagram que o Culto da Vitória desta quinta-feira foi cancelado


“Nardoni gospel” Caso do pastor que matou filho e enteado para encobrir estupro, lembra caso antigo

O crime lembra o caso do casal Nardoni, que matou a pequena Isabella em 2008


Robinson Monteiro: Cantor gospel foi de anjo à Ken Humano em transformação radical

O cantor gospel participou de um quadro no Programa do Gugu, que gastou R$100 mil para sua mudança visual.


Connect Show: O maior concurso de música gospel do Nordeste terá audições em Alagoas

Serão 2 dias de audições para escolher as melhores vozes para a grande final em Maceió com a presença de Mauro Henrique vocalista do Oficina G3


15 pontos do inquérito sobre pastor que estuprou e ateou fogo no filho e enteado, que vão te fazer chorar

O pastor ainda dirigiu um culto depois de ter matado as crianças


Ludmila Ferber grava vídeo e fala sobre quimioterapia “Estou trilhando meu milagre”

A pastora disse que está reagindo muito bem a quimioterapia