noticias gospel

CGADB recebe requerimento de processo disciplinar contra o pastor Samuel Câmara, que pode resultar em seu desligamento da convenção. Confira

Publicado em: 12/07/12 as 12:37 por Micael Batista

Compartilhe:
CGADB recebe requerimento de processo disciplinar contra o pastor Samuel Câmara, que pode resultar em seu desligamento da convenção. Confira

A Assembleia Geral Extraordinária realizada pela CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil) entre os dias 06 a 08/06 em Alagoas, foi palco de uma manifestação organizada pelo pastor Samuel Câmara, que discordava da pauta da reunião.
As manifestações do pastor Samuel Câmara se tornaram alvo de um requerimento do pastor Davidson Gomes Vieira à CGADB, que pede a instalação de um processo disciplinar interno contra Câmara.

Vieira, que é advogado, pede à CGADB que as manifestações de Câmara sejam analisadas, pois em seu ver, o pastor presidente da Assembleia de Deus em Belém, Pará, “transgrediu literalmente” o regimento da convenção.
Nos documentos protocolados publicados em seu blog, o pastor Davidson afirma que as manifestações de Câmara “perturbaram gravemente a boa ordem dos trabalhos” e culminaram com o encerramento antecipado da Assembleia Extraordinária.
O pastor Davidson Vieira afirma que no dia, o pastor Samuel Câmara estava “insolente e revoltoso” e que por diversas vezes, “sem que lhe fosse autorizado o uso da palavra manifestou-se em Assembleia com vistas a ridicularizar autoridade da mesa diretora”.
Em seu blog, o pastor Vieira afirma que se instalado, o processo disciplinar contra Samuel Câmara poderá resultar no desligamento do pastor.
Confira abaixo, cópias escaneadas do requerimento protocolado pelo pastor Davidson Gomes Vieira contra o pastor Samuel Câmara:
Fonte: Gospel+
Compartilhe: