noticias gospel

Álvaro Tito completa 30 anos de carreira e ganha biografia

Publicado em: 23/07/12 as 10:54 por Micael Batista

Compartilhe:
Trabalho inédito do compositor e produtor Elvis Tavares é a primeira biografia de cantor gospel nacional
“Pois não há barreiras para aquele revestido do poder que vem de Deus, destruindo todo mal e dor. As mais altas barreiras tu irás transpor”, cantou em 1986, um jovem e promissor talento.

Composta por Elvis Tavares, o sucesso de “Não há Barreiras” elevou Álvaro Tito, então com 21 anos, ao apogeu da música gospel nacional. Agora, 26 anos depois, o intrépido produtor musical lança “Álvaro Tito – Uma biografia sem barreiras” (Ágape Editora), primeira biografia de um cantor gospel nacional. “Os livros sobre a trajetória de Aline Barros, Cassiane e Bispa Sônia são, na verdade, autobiografias”, lembra o autor. 

No livro, finalizado nos dois meses paralelos ao lançamento do último CD de Tito, o compositor retrata a trajetória musical do intérprete desde a gravação de seu primeiro trabalho fonográfico, o LP “Meu ser para Cristo”, até o CD “Reinas em glória”, produzido em 2011, pela Sony Music
A biografia de Tavares eterniza um ícone da música brasileira que as novas gerações precisam conhecer. 
O LIVRO 
Desde a década de 1980, o cantor e compositor Álvaro Tito tem revolucionado a música evangélica no Brasil.
A indústria fonográfica brasileira demorou a perceber o potencial que um intérprete gospel brasileiro poderia alcançar, até conhecer esse grande talento, que trouxe um estilo arrojado e apurada técnica vocal, podendo ser comparado com grandes artistas, nacionais ou internacionais, da música pop.
Álvaro Tito, contudo, decidiu trilhar o caminho de Deus. Ele era contratado de uma gravadora holandesa que logo percebeu o impacto que um disco seu teria para a música popular. O cachê oferecido a ele foi tentador, deixando o jovem prodígio em dúvida sobre o caminho que deveria seguir. Álvaro não respondeu de imediato. Alguns dias depois, ao apresentar-se em uma pequena igreja do Rio de Janeiro, uma irmã, tomada pelo Espírito Santo, relembrou- lhe da chamada divina para o seu ministério. Aquilo foi decisivo em sua vida. Agradeceu o convite, mas decidiu continuar sua bela jornada que está na iminência de completar trinta anos de dedicação à obra de Deus.
Com informações Diário Gospel – Por Lucas Ricardo
Compartilhe: