Sindicato questiona Ministério Público sobre ‘validade’ do ensino religioso nas escolas


Publicado em: 25/06/12 às 22:01 por Micael Batista


Compartilhe:

A partir do próximo semestre, alunos do ensino fundamental da rede municipal do Rio de Janeiro vão contar com a disciplina de religião na grade curricular. A novidade, no entanto, está causando polêmica. Tanto que o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe) está questionando o Ministério Público estadual (MP-RJ) sobre a constitucionalidade da lei.

Em entrevista à Agência Brasil, nesta segunda-feira (25), o coordenador do Sepe, professor Sérgio Paulo, disse que a iniciativa da prefeitura é inconstitucional. “Ela (a lei) tem dois problemas inconstitucionais do nosso ponto de vista: um é o de concepção, religião não pode ser ofertada obrigatoriamente em escola pública. Deve ser uma interação familiar do aluno e da aluna. Outro problema é que a lei exclui várias religiões minoritárias. Isso é um preconceito oficial”, argumentou.
De acordo com Sérgio Paulo, a lei, que foi sancionada em outubro do ano passado pelo prefeito da cidade, Eduardo Paes, fere também o princípio republicano. “Uma das coisas que caracterizou a superação do Império e início da República foi a separação da educação pública do ensino religioso”, destacou.
O professor adiantou que o sindicato já pediu ao MP-RJ que analise a constitucionalidade da lei. Segundo ele, após o posicionamento do MP, o Sepe vai começar a se mobilizar em atos para chamar a atenção da sociedade para o assunto.
Para ministrar as aulas, a prefeitura do Rio de Janeiro já contratou, por meio de concurso público, os professores para implementar o modelo, que será confessional. Em princípio, serão ministradas aulas das seguintes crenças: católica, evangélica, espírita e de religiões afro-brasileiras. As aulas serão dadas uma vez por semana e a participação dos alunos nas disciplinas será facultativa. Quem não optar pelas aulas, vai receber, no tempo vago, lições ligadas a temas como ética e cidadania.
A secretaria municipal de Educação foi procurada para falar sobre as alegações do coordenador do sindicato mas, segundo a assessoria de imprensa do órgão, nenhuma pessoa habilitada para falar sobre o assunto estava disponível.
Qual é a sua opinião sobre esse assunto? Registre o seu comentário 
* Com informações da Agência Brasil

Compartilhe:



Mais artigos

Profecia do Cabo Daciolo se cumpre e ele manda recado, “Não brinquem com Deus”

O político gravou uma série de vídeos que falavam, em tom profético, o que iria acontecer no Brasil


Cantora gospel Fernanda Brum esclarece estado de saúde e pede oração

Ela afirmou que só terá alta no dia 22 de novembro, e que no momento só pode ir até o mercado e retornar para casa


Urgente: Cantora gospel Priscilla Alcantara se assusta com fogo no palco. Assista!

Priscilla Alcantara se assustou com o fogo dos efeitos de pirotecnia


Sensibilizada, Pastora Nani Alencar faz alerta sério as mulheres nas redes sociais

A pastora lançou recentemente o livro "Mulheres que vencem Dores"


Em dia de OXum, membros do Candomblé relembram apoio de Kleber Lucas

Kleber Lucas, tem ganhado a antipatia do público evangélico por ser um fiel defensor da liberdade religiosa


Priscilla Alcantara “nostálgica” relembra fase antiga e suspira; “Já passou!”

Priscilla Alcantara está passando por uma metamorfose com aparente objetivo de alcançar um outro público no cenário gospel


Cantor gospel J. Neto fica “irreconhecível” após suposto abuso de álcool

J. Neto já foi um dos grandes nomes da música gospel nacional


Cantora gospel Fernanda Brum faz postagem confusa no Instagram e fãs questionam

A cantora publicou uma foto meio confusa que mostram três troféus à frente de três fotos antigas do momento do seu casamento


Urgente: Filha de Deise Cipriano do “Fat Family” acaba de fazer comunicado importante nas redes sociais

A cantora que está com câncer apresentou uma queda na imunidade sendo necessário sedá-la e colocá-la em um respirador (Entubada)


Inspirada em novela da Globo, filha mata mãe na “vida real”

Segundo o laudo da polícia, a jovem injetou ar no pulso da mãe com uma seringa