Religiosos criticam projeto de redução de danos para aborto


Publicado em: 09/06/12 às 13:00 por Micael Batista


Compartilhe:

Religiosos criticam projeto de redução de danos para abortoA ideia é que mulheres que decidiram abortar sejam acolhidas na rede de saúde e recebam informações sobre alternativas, riscos e métodos.
“Isso não existe, nós vamos para cima”, afirmou o deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da Frente Parlamentar Evangélica.

O tema será tratado na reunião da bancada evangélica na terça-feira. Campos diz que serão pedidas audiências com os ministros Alexandre Padilha (Saúde) e Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral).
“Vamos colocar com veemência nossa posição e nossa disposição de fazer enfrentamento se o governo levar isso para frente”, avisa ele.
Há quem fale em obstrução das sessões no Congresso -como em 2011, com o “kit gay”, material para combater a homofobia nas escolas que não chegou a ser distribuído.
“Vem o Executivo, com o artifício do dano, legalizar o aborto. Estão desrespeitando o que a presidente Dilma Rousseff disse na campanha [quando se comprometeu a não mexer na lei para aprovar o aborto], diz o advogado católico Paulo Fernando Melo, vice-presidente do movimento nacional Pró-Vida e Pró-Família.
O pastor Silas Malafaia, presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, também subiu o tom. “É política de safadeza”, afirmou. “Que questão de saúde pública é essa que mata o bebê? Tem que ser para proteger os dois [mãe e filho]. É a maneira maquiada de se ensinar e motivar o aborto.”
O assunto também repercutiu na rede on-line que reúne o movimento de mulheres. “É um avanço no direito à informação, tema que vem mexendo muito com o movimento feminista”, explica Telia Negrão, do conselho diretor da Rede Feminista em Saúde.
“A informação tem que guiar a possibilidade de ação no mundo”, diz Margareth Arilha, do Núcleo de Estudos da População (Unicamp).
“Há a estratégia argumentativa de que seria incitamento ao crime, mas é o mesmo debate que existiu sobre drogas no STF. E o tribunal disse que o direito de informação, de manifestação, deveria ser preservado. Não combina mais com o Brasil essa argumentação.”
(Fonte Folha de São Paulo)
Compartilhe:



Mais artigos

Urgente: Residência de pastor da assembleia de Deus é metralhada após ele declarar apoio a Bolsonaro

Vários pastores e fieis estão sofrendo ameaças por se posicionarem prol Bolsonaro


Profecia do Cabo Daciolo se cumpre e ele manda recado, “Não brinquem com Deus”

O político gravou uma série de vídeos que falavam, em tom profético, o que iria acontecer no Brasil


Cantora gospel Fernanda Brum esclarece estado de saúde e pede oração

Ela afirmou que só terá alta no dia 22 de novembro, e que no momento só pode ir até o mercado e retornar para casa


Urgente: Cantora gospel Priscilla Alcantara se assusta com fogo no palco. Assista!

Priscilla Alcantara se assustou com o fogo dos efeitos de pirotecnia


Sensibilizada, Pastora Nani Alencar faz alerta sério as mulheres nas redes sociais

A pastora lançou recentemente o livro "Mulheres que vencem Dores"


Em dia de OXum, membros do Candomblé relembram apoio de Kleber Lucas

Kleber Lucas, tem ganhado a antipatia do público evangélico por ser um fiel defensor da liberdade religiosa


Priscilla Alcantara “nostálgica” relembra fase antiga e suspira; “Já passou!”

Priscilla Alcantara está passando por uma metamorfose com aparente objetivo de alcançar um outro público no cenário gospel


Cantor gospel J. Neto fica “irreconhecível” após suposto abuso de álcool

J. Neto já foi um dos grandes nomes da música gospel nacional


Cantora gospel Fernanda Brum faz postagem confusa no Instagram e fãs questionam

A cantora publicou uma foto meio confusa que mostram três troféus à frente de três fotos antigas do momento do seu casamento


Urgente: Filha de Deise Cipriano do “Fat Family” acaba de fazer comunicado importante nas redes sociais

A cantora que está com câncer apresentou uma queda na imunidade sendo necessário sedá-la e colocá-la em um respirador (Entubada)