noticias gospel

Pesquisa mostra que 1 em cada 3 são cristãos ´não praticantes´

Publicado em: 11/06/12 as 13:43 por Micael Batista

Compartilhe:

Segundo a pesquisa, 30,9% das pessoas intituladas cristãs, se enquadram no chamado ´cristãos do mundo`
Um questionário online que começou há um ano sobre o grau de consistência que cristãos estão vivendo os ensinamentos de Jesus Cristo encontrou um aumento no número de crentes “apenas de nome”.  Segundo a pesquisa, 30,9%, ou quase 1 em cada 3 pessoas intituladas cristãs, se enquadram no chamado “cristãos do mundo”.
A organização sem fins lucrativos de educação cristã Changing the Face of Christianity (Mudando a Face do Cristianismo, em tradução livre) divulgou na semana passada os resultados do teste de auto-avaliação anônimo, que pediu aos cristãos que respondessem questões acerca da vida diária, dilemas, entre outras perguntas, e procurou determinar se os entrevistados estavam “Longe de Cristo”, se eram “cristão carnal”, ou “bom cristão”, ou um “cristão espiritualmente maduro.”

A pesquisa foi iniciada em 2011 e os resultados indicaram inicialmente que um em cada quatro se intitula “cristão mundano”, ou “cristão apenas no nome” como a organização descreve-os.  Agora, os resultados mais recentes mostram que o número aumentou de 23,7% para 30,9% – ou quase 1 em cada 3 que são agora  “cristãos do mundo”.
Mais de 1.500 pessoas responderam ao questionário, que foi iniciado em setembro de 2011 e coletados resultados até abril de 2012. Nas outras três categorias, apenas 2,9% foram classificados como “longe de Cristo”, 38,5% eram “bons cristãos”, enquanto 27,8%  eram “cristãos espiritualmente maduros.”
Algumas das perguntas no questionário incluíram: “Quantas vezes você lê a Bíblia e / ou tem tempo de silêncio com o Senhor?” e “Como você tem se transformado pela sua aceitação de Jesus Cristo como seu Salvador?” O teste está disponível em www.changingthefaceofchristianity.com/christianity-quiz/
“Os resultados são preocupantes, como o resultado de que um em cada três se auto-proclamou que raramente vive os ensinamentos de Jesus Cristo”, disse R. Brad White, fundador da organização Changing the Face of Christianity (Mudando a Face do Cristianismo, em tradução livre), a criadora do teste. “Nossa missão é reverter estereótipos negativos dos cristãos, ajudando-os a se tornarem mais parecidos com Jesus Cristo. E assim, nosso objetivo é trabalhar com as igrejas locais e ajudar a transformar essas pessoas em cristãos espiritualmente maduros que caminhem com Cristo, e que representem melhor a nossa fé do mundo”.
“Uma maioria significativa dos cristãos consistentemente vivem a sua fé. Além do 27,8% de cristãos espiritualmente maduros por aí, 38,5% dos cristãos levam a sério a sua fé e se esforçam diariamente para viver como bons cristãos. Estes cristãos não são perfeitos, mas estão se esforçando para sempre praticar a sua fé. Estão no ponto de inflexão e muito perto de se tornarem espiritualmente maduro. Isto é incrivelmente promissora. Mas há também um risco de muitos irem para o outro lado”, acrescentou White.

Com informações Christian Today
Compartilhe: