noticias gospel

Pastor tem opção de não realizar casamento gay aprovado na Dinamarca

Publicado em: 11/06/12 as 13:42 por Micael Batista

Compartilhe:

Dinamarca um país com um percentual alto de não crentes aprova lei que permite casamento gay na igreja mais tradicional do país, ficando a cargo do pastor fazer ou não a união, tendo a opção de indicar outro para realizar a cerimonia.
O Parlamento da Dinamarca aprovou nesta quinta-feira(07/06) uma lei que permite aos homossexuais se casarem na igreja Evangélica Luterana (oficial no Estado dinamarquês), apesar de deixar para os pastores a opção de realizar a cerimônia ou pedir que outro assuma esta responsabilidade.

A lei, apresentada pelo governo de centro-esquerda no início do ano, recebeu 85 votos a favor e 24 contra e duas abstenções, apesar de 68 legisladores não comparecerem à sessão.
No entanto, os pastores não serão obrigados a realizar estas cerimônias se considerarem que vão contra suas convicções.
A Dinamarca foi o primeiro país do mundo a permitir que casais homossexuais oficializassem uniões civis em 1989 e, mais tarde, deu aos homossexuais o direito de terem estas uniões reconhecidas pela Igreja, e em 2009 outorgou o direito ao casal gay de adotar crianças. E agora a mais nova lei define seu direito a uma cerimônia religiosa.
A variação de não crentes no país é de 48 a 80 por cento favoreceu a aprovação do casamento na igreja por pessoas  do mesmo sexo. Esta aprovação pelo parlamento foi feita de uma forma que não constrange o pastor ou o religioso, deixando ele livre para realizar ou não o casamento segundo as suas convicções, ficando assim sem sofrer nenhuma dano da lei se a sua opção for de não realizar a cerimônia religios
Com informação Terra
Compartilhe: