Marco Feliciano aproveita presença do presidente do Irã na Rio+20 para implorar pela vida do pastor Yousef Nadarkhani


Publicado em: 20/06/12 às 16:11 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:43


Compartilhe:

O pastor e deputado federal Marco Feliciano anunciou que pretende aproveitar a vinda do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, ao Brasil para entregar a ele uma carta pedindo ajuda para o pastor Yousef Nadarkhani, que se encontra preso naquele país.

O deputado anunciou através do Twitter que estava redigindo a carta e, em seus sites oficiais, publicou o texto da mesma na íntegra.
Na carta aberta, Feliciano pediu a Ahmadinejad “para que o governo do Irã reveja o processo que condenou Nadarkhani, que poupe sua vida e o devolva para sua família onde sua esposa e filhos o esperam”.
Afirmando respeitar as leis do Irã, o deputado implora pela vida de Yousef Nadarkhani. Ele fala também do contato que já fez com a embaixada do Irã sobre o assunto e afirma estar à disposição do presidente iraniano para tratar deste assunto junto às autoridades brasileiras. “Prometo que vou colaborar em tudo que estiver ao meu alcance, dentro das Leis do meu País”, enfatiza Marco Feliciano.
Leia na íntegra a carta de Feliciano ao presidente do Irã:
Senhor Presidente do Irã.
Venho à presença de Vossa Excelência, com o respaldo de toda a comunidade cristã do Brasil, para pedir clemência ao Pastor Youcef Nadarkhani, que se encontra preso e condenado a morte em seu País pelo crime de apostasia.
Neste momento, em que o mundo se volta para o Rio de Janeiro e ao ensejo de sua vinda ao nosso País, encaminho esta Carta Aberta, juntamente como o humilde pedido deste deputado federal que é também, pastor evangélico, para que o governo do Irã reveja o processo que condenou Nadarkhani, que poupe sua vida e o devolva para sua família onde sua esposa e filhos o esperam.
Respeitamos as Leis do seu País, mas, da mesma forma como Vossa Excelência vem ao Brasil para opinar sobre a Conferência Rio + 20, nos permitimos implorar pela vida deste homem, que é nosso irmão.
Já fiz contato com a Embaixada do Irã, em Brasília, e reafirmo ao Senhor que estou à disposição das autoridades iranianas para tratar deste assunto junto às autoridades brasileiras. Prometo que vou colaborar em tudo que estiver ao meu alcance, dentro das Leis do meu País.
Brasília-DF, 19 de junho de 2012. Assinado: Pastor Marco Feliciano – Deputado Federal/PSC-SP
Fonte: Gospel+
Compartilhe:



Mais artigos

Cantor gospel Kleber Lucas se posiciona contra Bolsonaro e manda indireta

O posicionamento do cantor criou um mal-estar com a maioria dos seus seguidores


Sem novidade, música gospel fecha 2018 com saldo negativo

O último sucesso do meio gospel foi a música Fica Tranquilo, da cantora gospel Kemilly Santos


Curada? Pastora Ludmila Ferber faz comunicado importante e internautas comemoram

Ludmila Ferber usou o seu Instagram para anunciar as boas novas e agradeceu a todos pelas orações


Cantor gospel Kleber Lucas promoverá evento em prol da união de todas as religiões

Kleber Lucas é um dos líderes da (CCIR) Comissão de Combate a Intolerância Religiosa


Em meio a crise financeira no Brasil cantora gospel ganha milhares de Reais e chama atenção

Kemilly Santos é a nova queridinha da Sony Music, entenda como a cantora de “fica tranquilo" tem deixado gravadora e empresário sem tranquilidade.


Cantor gospel flagrado aos beijos com outro homem estaria em depressão profunda

Segundo informações de amigos próximos ao cantor, ele está enfrentando uma forte crise de depressão


Chocante: Avião em que a cantora gospel Fernanda Brum viajou “quase caiu” na Bahia

A notícia foi publicada pela própria cantora gospel em suas redes sociais


Evangélicos e 13 razões para não votar em Haddad

A grande massa evangélica não apoia o candidato e nem concordam com seu plano de governo


Daniela Araújo alcança perdão e recupera número importante na sua carreira

A cantora gospel tem alcançado uma enorme recuperação apenas um ano após o maior escândalo da sua carreira


8 fatos sobre Jair Bolsonaro que os pastores insistem em ignorar

Bolsonaro lidere as pesquisas para presidente no segundo turno e tem apoio da maioria dos evangélicos