noticias gospel

Goleiro Bruno é impedido de ser batizado dentro da penitenciária

Publicado em: 04/06/12 as 14:20 por Micael Batista

Compartilhe:

Pastores Anderson e Aline Duarte, presidente e vice da Igreja Evangélica Restaurando Vidas
Os pastores responsáveis pela conversão do jogador Bruno Fernandes de Souza, Anderson e Aline Duarte, presidente e vice da Igreja Evangélica Restaurando Vidas, disseram ter ficado frustados por terem sido barrados na porta da penitenciária na última quinta-feira (31/05). Ao chegarem à penitenciária Nelson Hungria (MG), onde o jogador está preso, eles foram surpreendidos pela direção da unidade, que impediu o batismo do goleiro — ao contrário do que havia ocorrido com outros presos.

“Não sabemos o que houve. Agora, precisamos de uma autorização da unidade para realizar o batismo. Se não conseguirmos lá dentro, vamos esperar que ele saia. Para nós, será indiferente. O importante é saber que ele colheu frutos para chegar a isso” disse o pastor.
Os pastores ressaltam que o interesse pelo Evangelho partiu da vontade do próprio jogador. No início houve muita resistência e desconfiança da parte do Bruno. Foram dois meses até que ele finalmente resolvesse se aproximar do grupo e, depois, mais cinco meses para que estivesse pronto para ser batizado.
“No começo, ele chegava muito devagar e preocupado. Até mesmo porque a mídia estava batendo muito nele. Antes, não assistia a todas as nossas reuniões. Hoje, ele participa de todos os encontros” conta a pastora.
As reuniões acontecem há quatro anos na Nelson Hungria, duas vezes por semana. Para os pastores, não houve qualquer tipo de restrição ou regalia por Bruno ser famoso.
“Nosso trabalho é feito com respeito e com a Palavra de Deus. Somos apenas intermediário Dele para levar uma palavra de conforto a esses presos” explica Aline.
Não esqueça de registrar seu comentário 
Fonte : Extra
Compartilhe: