Juiz cumpre a Constituição e nega casamento de gays no Rio de Janeiro


Publicado em: 24/05/12 às 20:07 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:44


Em matérias publicadas pelo O Globo esta semana, o jornal alfineta a conduta do juiz Luiz Henrique Oliveira Marques, da 1ª Vara de Registro Público do Rio de Janeiro, por negar sistematicamente o casamento entre pessoas do mesmo sexo na cidade, alegando inconstitucionalidade.
A pressão e a “má fama”, imposta pelos favoráveis ao casamento gay, fez com que o juiz Oliveira Marques, de 53 anos, discutisse o assunto até em uma das universidades onde ele dá aulas. Na reportgem do jornal O Globo, o juiz contou que um de seus alunos chegou a dizer que ele deveria ser mais flexível, mas o magistrado explicou que está apenas seguindo a lei à risca.
“É natural que o assunto ganhe repercussão, porque há interesse de certo segmento da sociedade. Venho recebendo poucas manifestações favoráveis, mas tenho minha consciência tranquila. Estou julgando dentro do mérito da questão. Parece que estou sendo injusto, mas, na verdade, falta uma lei para o casamento gay”, afirmou o juiz.
Na magistratura há 20 anos, Oliveira Marques contou que tem homossexuais em seu círculo de amizades. “Não teria problemas em deferir um pedido de casamento gay, mas o Legislativo tem que aprovar a lei. Não entendo que essas pessoas sejam inferiores. Respeito gays, negros, independente de religião”.
Legislação
Ainda segundo a matéria do O Globo, a mesma critica os cartórios cariocas (que seguem a linha de conduta do juiz Oliveira Marques), que não têm aceito processos de casamentos entre pessoas do mesmo sexo, por não haver legislação específica.
Opositores a postura do juiz afirmam que as decisões de Oliveira Marques têm motivação religiosa. Ele nega e também não declara sua religião para a reportagem, afirmando que isso não tem importância em seus julgamentos. Segundo o juiz, não são muitos os casos de pedidos de casamento de pessoas do mesmo sexo que chegam a ele. Mas os que chegam vão continuar sendo negados.
“Meus argumentos são jurídicos. O nosso ordenamento jurídico não admite o casamento de pessoas do mesmo sexo, pura e simplesmente (…) Não tem nada a ver com religião. Eu sou juiz, e um juiz precisa se abstrair desses outros conceitos o máximo que puder para julgar. Mesmo se eu adotasse uma religião que fosse contrária, eu devo julgar perante a lei”, declarou Oliveira Marques na reportagem.



Mais artigos

“Aqui é fod#”, diz pastor da Assembleia de Deus durante sermão

A frase tem causado polêmica e os pastores alertam sobre as gírias que estão sendo cada vez mais introduzida dentro das mensagens


Carnaval gospel: Grupo evangélico cria bloco para evangelizar e causa polêmica

O bloco foi criado com o propósito de "quebrar a religiosidade" e evangelizar as pessoas


Música gospel que inspirou Cris Cyborg em luta no UFC ganha clipe; assista!

A música foi ao ar no dia 27 de dezembro, e por motivo das festas de ano novo, a gravadora Sony Music e o cantor gospel Wesley Ros, seguraram o lançamento


Joelma ‘Calypso’ canta em culto do “reteté” e anuncia importante decisão na carreira

Joelma se tornou conhecida em todo Brasil quando cantava na Banda Calypso ao lado do ex-marido e guitarrista Chimbinha


Pastora desaparecida há três dias é encontrada e história mal contada intriga evangélicos

O pastor não deu detalhes sobre o que aconteceu e o motivo do desaparecimento de Cristiane. Disse apenas que ela está bem e logo estará em casa


Urgente: Avião de pastor evangélico perde o controle e cai em matagal

Uma falha no motor pode ter sido o motivo da queda


Após fim do casamento, Stefhany Cardoso toma decisão surpreendente sobre música gospel

Depois de se ausentar por alguns dias, a cantora gospel tomou uma decisão sobre sua carreira na música gospel


Novo clipe de Priscilla Alcantara “quebra” internet com letra inovadora e gospel átipico

"Empatia" é mais um projeto inquestionável dirigido por Gil Morais, e virou sucesso instantâneo no Youtube


Cantora gospel Damares posta foto do “niver” da filha Antonella e detalhe chama atenção

O evento foi bastante restrito a amigos e familiares


“Tô Solto” alcança 2 milhões de inscritos e é o maior canal de humor gospel do Brasil

Em uma recente entrevista ao O Fuxico Gospel, o humorista gospel revelou ter o sonho de ser pastor evangélico.